restaurar

A Outra

Alcione

Pra ficar de bem comigo Procurei um bom motivo Pra explicar essa loucura Te aceitar como eu aceito Ser tratada desse jeito Como um caso, uma aventura Nos domingos, feriados Nunca tenho do meu lado Um amante, amor, amigo Nas cobranças que me fazem Eu procuro ter coragem pra dizer Mas nunca digo Sou a outra como tantas Outras que tem por aí Sou aquela que espanta o tédio dele E daí? Sou a outra como tantas Outras que tem por aí Sou virtude, sou pecado Do meu lado é que ele é feliz Eu confesso que as vezes Passo dias, passo meses Pensando em desistir De viver me escondendo De fazer tudo correndo De brigar, de me iludir Então tento fazer tudo Pra mudar mas nunca mudo Não consigo ir em frente Falta força e vontade Pra ser franca na verdade Eu sem ele não sou gente Sou a outra como tantas Outras que tem por aí Sou aquela que espanta o tédio dele E daí? Sou a outra como tantas Outras que tem por aí Sou virtude, sou pecado Do meu lado é que ele é feliz Eu confesso que as vezes Passo dias, passo meses Pensando em desistir De viver me escondendo De fazer tudo correndo De brigar, de me iludir Então tento fazer tudo Pra mudar mas nunca mudo Não consigo ir em frente Falta força e vontade Pra ser franca na verdade Eu sem ele não sou gente Sou a outra como tantas Outras que tem por aí Sou aquela que espanta o tédio dele E daí? Sou a outra como tantas Outras que tem por aí Sou virtude, sou pecado Do meu lado é que ele é feliz Álbum: Emoções Reais - Faixa: 10