São Jorge

Alcione

Quando eu vim pra esse chão Foi pra ser menestrel De viola, brazão e anel Cruzei mar e sertão Com uma estrela do céu Reluzindo no meu chapéu Me mostra a beleza Mas só vi tristeza E essa estrela acessa Virou na noite Um fogaréu Pra lutar contra o mal Me tornei capitão Parabelo e punhal na mão Pus em cada arraial Uma estrela no chão Com a ponta do meu facão Nos campos de guerra Lutei por meus irmãos Por essa terra [Ogunhê] Tombei na serra [Ogum] Mas meu sonho não Aruanda chamou Eu virei Orixá Cavaleiro de Oxalá Hoje eu sou defensor Guardião do luar Sou São Jorge, Ogum Beira-Mar Aruanda chamou Eu virei Orixá Cavaleiro de Oxalá Hoje eu sou defensor Guardião do luar Sou São Jorge, Ogum Beira-Mar Aruanda chamou Eu virei Orixá [Ogum] Cavaleiro de Oxalá [Ogunhê, meu pai] Hoje eu sou defensor Guardião do luar Sou São Jorge, Ogum Beira-Mar Aruanda chamou Eu virei Orixá Cavaleiro de Oxalá Hoje eu sou defensor Guardião do luar Sou São Jorge, Ogum Beira-Mar Álbum: Emoções Reais - Faixa: 7

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe