Remédio Sobrenatural

Anderson Freire

Me livra da soberba, do homem homicida / Da blasfêmia, da inveja, da prostituição / Me livra das maldades, da dissolução / Enganos e loucuras perseguem o meu coração O mundo está enfermo e eu preciso me cuidar / Mas não é o que entra que vai me contaminar / O perigo mora dentro do meu coração / E quando sai é um veneno pra população / Tua santidade é o antídoto pra mim / Te perder de vista é enxergar meu fim Vem me vacinar / Não quero ser contaminado pelo mal / Tu és o meu remédio sobrenatural / Tu és a força em minhas fraquezas / Saber das minhas incertezas Vem me vacinar / Transfere santidade pro meu coração / Com ela é tiro e queda, o mal fica no chão / E eu prossigo para o meu alvo / A minha lógica é te amar / Te adorar é minha razão Dá-me santidade, dá-me santidade...

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe