Acesso

 

E-mail

esqueciSenha

Entrar

Login com o Facebook

Login com o Google

não tem uma conta?
cadastre-se

página iniciala

Poemas

Arnaldo Antunes

logo cifrasCifras de Poemas
A palavra precisa lança o som à velocidade da luz
Onde nós e você
Dominamos o espaço
A imagem fala por si
E por mim
Portanto flutuaremos pelo avião
Como um par dançante
Perseguidos pelos olhares estrelados
De uma platéia atenta
É fundamental o texto
(Bernardo Vilhena)

A gagueira quase palavra
Quase aborta
A palavra quase silêncio
Quase transborda
O silêncio quase eco

A gagueira agora
O século eco
(Arnaldo Antunes)

Hoje só quero Ritmo.
Ritmo no falado e no escrito
Ritmo, veio-central da mina.
Ritmo, espinha dorsal do corpo e da mente.
Ritmo na espiral da fala e do poema.
Ritmo é o que mais quero pro meu dia dia.
(Waly Salomão)

anonimo

Reportar Letra Repetida | Corrigir? Letra enviada por anonimo em 12/15/2008

 Reportar letra repetida Corrigir letra errada

140 caracteresO que você acha dessa música?

 

 

Músicas de Arnaldo Antunes

buscarNão achou?

 colabore enviandoA música não está no site?

Quem ouviu este artista

de mahmaia Você sabia?

Possui 14 livros: - Ou e (1983) - Psia (1986) - Tudos (1990) - As Coisas (1992) - Pelo qual ganhou o Prêmio Jabuti de Poesia em 1993 - Nome (1993) - 2 ou + Corpos no Mesmo Espaço (1997) - Doble Duplo (2000) - 40 Escritos (2000) - Outro (2001) - Palavra Desordem (2002) - ET Eu Tu (2003) - Antologia (2006) - Frases do Tomé aos Três Anos (2006) - Como É que Chama o Nome Disso (2006)

ver outras curiosidadesenvie uma

Wallpapers

Envie um Wallpaper de Arnaldo Antunes e ganhe pontos! Clique aqui. achar ver top wallpapers enviar um wallpaper

Enquete

Ganhe pontos!

outras enquetes

©2016 Petaxxon Comunicação Online