Imagem de Fundo
página inicialb

Bezerra da Silva

Minha Sogra Parece Sapatão

Minha Sogra Parece Sapatão

  add
  ouvir


E com minha sogra eu não quero graça, a ela tenho muito respeito
Y con mi madre no quiero la gracia, que tiene un montón de respeto
Ela bebe cachaça e fuma charuto, tem bigode e cabelo no peito
Se bebe ron y fuma cigarros, tiene un pelo en el pecho y bigote

Eu não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre no parece butch
Não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre se parece a un dique
Veja que mulher danada pra gostar de confusão
Ves a esa mujer maldita para disfrutar de la confusión
Ela tocou fogo no meu barraco e também quebrou minha televisão
Prendió fuego a la choza y yo también me rompí la televisión
Rasgou toda minha roupa e jogou fora o meu colchão
Rasgó toda la ropa y tiró el colchón

Eu não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre no parece butch
Não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre se parece a un dique

Ela é de dar sugesta e por qualquer coisa ela fica invocada
Ella es dar sugerencias para nada y se invoca
Só anda pela madruga com uma pá de mulher que é da barra pesada
Sólo hay que pasar en la madrugada de una mujer con una pala que es el núcleo duro
Quando tá dormindo ronca que parece trovoada
Cuando duerme el trueno retumba, que parece
Eu não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre no parece butch
Não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre se parece a un dique

Quando o malandro toca nela é aquele alvoroço
Cuando se juega el embaucador es conmoción
Ela faz assim para o esperto qual é a sua seu moço
Ella es muy inteligente por lo que su a su sirviente
Da fruta que voce gosta eu como até o caroço
La fruta que me gusta en cuanto a la central

Eu não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre no parece butch
Não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre se parece a un dique


Y con mi madre no quiero la gracia, que tiene un montón de respeto
E com minha sogra eu não quero graça, a ela tenho muito respeito
Y con mi madre no quiero la gracia, que tiene un montón de respeto
Ela bebe cachaça e fuma charuto, tem bigode e cabelo no peito
Se bebe ron y fuma cigarros, tiene un pelo en el pecho y bigote

Eu não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre no parece butch
Não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre se parece a un dique
Veja que mulher danada pra gostar de confusão
Ves a esa mujer maldita para disfrutar de la confusión
Ela tocou fogo no meu barraco e também quebrou minha televisão
Prendió fuego a la choza y yo también me rompí la televisión
Rasgou toda minha roupa e jogou fora o meu colchão
Rasgó toda la ropa y tiró el colchón

Eu não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre no parece butch
Não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre se parece a un dique

Ela é de dar sugesta e por qualquer coisa ela fica invocada
Ella es dar sugerencias para nada y se invoca
Só anda pela madruga com uma pá de mulher que é da barra pesada
Sólo hay que pasar en la madrugada de una mujer con una pala que es el núcleo duro
Quando tá dormindo ronca que parece trovoada
Cuando duerme el trueno retumba, que parece
Eu não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre no parece butch
Não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre se parece a un dique

Quando o malandro toca nela é aquele alvoroço
Cuando se juega el embaucador es conmoción
Ela faz assim para o esperto qual é a sua seu moço
Ella es muy inteligente por lo que su a su sirviente
Da fruta que voce gosta eu como até o caroço
La fruta que me gusta en cuanto a la central

Eu não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre no parece butch
Não sei não minha sogra parece sapatão
No sé que mi madre se parece a un dique


Leticianunes

Corrigir? Traduzida para o Espanhol por Leticianunes em 06/01/2012

Ver Letra Original Letra enviada por anonimo em 15/12/2008

Envie sua tradução!Traduzida para Inglês por ninguém

 Reportar letra repetida Corrigir letra errada

140 caracteresO que você acha dessa música?

 

 

Músicas de Bezerra da Silva

Ordenar por: mais acessadasordem alfabética

1 Bicho Feroz add ouvir

2 a Semente add ouvir

3 Malandragem Dá Um Tempo add ouvir

4 Pagode Na Casa Do Gago add ouvir

5 Sequestraram Minha Sogra add ouvir

6 Dedo Duro add ouvir

7 Canudo De Ouro add ouvir

8 Malandro É Malandro E Mané É Mané add ouvir

9 Lingua De Tamandua add ouvir

10 Fofoqueiro Filho Do Cão add ouvir

11 Malandro Não Vacila add ouvir

12 Quando Morcego Doar Sangue add ouvir

13 Se Leonardo Da Vinte... add ouvir

14 Defunto Caguete add ouvir

15 Pai Véio 171 add ouvir

16 Meu Veneno add ouvir

17 Se Gritar Pega Ladrão add ouvir

18 Pega Eu add ouvir

19 Desabafo do Juarez da Boca do Mato add ouvir

20 Arruda De Guiné add ouvir

21 Gente Fina add ouvir

22 Minha Sogra Parece Sapatão add ouvir

23 Cobra Criada add ouvir

24 Defunto Grampeado add ouvir

25 Medo De Virar Galeto add ouvir

26 Vida de Operário add ouvir

27 Defunto Morto Não Fala add ouvir

28 Tua Batata Tá Assando add ouvir

29 Candidato Caô Caô add ouvir

30 Meu Pai É General De Umbanda add ouvir

31 Verdadeiro Canalha add ouvir

32 Eu Sou Favela add ouvir

33 a Fumaça Já Subiu Pra Cuca add ouvir

34 Se Eu Nao Mato, Eu Morro add ouvir

35 Levanta a Cabeça add ouvir

36 Asa a Cobra add ouvir

37 Vítimas Da Sociedade add ouvir

38 Os Direitos Do Otario add ouvir

39 Zé Fofinho De Ogum add ouvir

40 Overdose De Cocada add ouvir

41 É Ladrão Que Não Acaba Mais add ouvir

42 Pastor Trambiqueiro add ouvir

43 Assombração De Barraco add ouvir

44 Parabéns Pra Você Meu Brasil add ouvir

45 Chico Chora add ouvir

46 Nariz De Bronze add ouvir

47 Na Boca do Mato add ouvir

48 Preconceito De Cor add ouvir

49 Defunto Cagüte add ouvir

50 Malandro Demais Vira Bicho add ouvir

51 Saudação Às Favelas add ouvir

52 O Vacilão add ouvir

53 Malandro Rife add ouvir

54 Foi O Dr. Delegado Que Disse add ouvir

55 a Necessidade add ouvir

56 a Culpada Foi Quitéria add ouvir

57 a Giria É a Cultura Do Povo add ouvir

58 Produto Importado add ouvir

59 Os Sambistas Brasileiros add ouvir

60 As 40 Dps add ouvir

61 Na Hora Da Dura add ouvir

62 Piranha add ouvir

63 Fui Obrigado a Chorar add ouvir

64 Divino Mestre add ouvir

65 Deixa Uma Paia Pro Véio Queimar add ouvir

66 Acordo De Malandro add ouvir

67 As Favelas Que Não Exaltei add ouvir

68 Quem Usa Antena É Televisão add ouvir

69 Aqueles Morros add ouvir

70 É Esse Aí Que É O Homem add ouvir

71 Já Falei Com Você add ouvir

72 Legítima Defesa add ouvir

73 Zona Leste Somos Nos add ouvir

74 Coca Ai Na Geladeira add ouvir

75 Com Dinheiro, Tudo Bem add ouvir

76 Mandei Pro Inferno add ouvir

77 Rabo De Foguete add ouvir

78 Safado É Safado Mesmo add ouvir

79 O Virus da Corrupção add ouvir

80 Bem Melhor Que Você add ouvir

81 A Vaca da Minha Sogra add ouvir

82 Dando Mole Pra Kojak add ouvir

83 Se Liga Doutor add ouvir

84 O Malandro Era Forte add ouvir

85 Bingo add ouvir

86 Erva Proibida add ouvir

87 Partideiro Indigesto add ouvir

88 Ele Cagueta Com O Dedão do Pé add ouvir

89 Vizinha Faladeira add ouvir

90 Malandragem Maloca O Flagrante add ouvir

91 Iolanda add ouvir

92 Redenção add ouvir

93 Cobra Mandada add ouvir

94 Se Não Fosse O Samba add ouvir

95 Transação De Malandro add ouvir

96 O Cabrito Berrou add ouvir

97 Malandro Moderno add ouvir

98 Olha O Boi add ouvir

99 a Lei Do Morro add ouvir

100 Violência gera Violência add ouvir

101 O Rei da Cocada Preta add ouvir

102 O Mané Só Fez Graça add ouvir

103 Viúva De Seis add ouvir

104 Os Dps De São Paulo Capital add ouvir

105 Sonho de operário add ouvir

106 Garrafada Do Norte add ouvir

107 Tem Coca Aí Na Geladeira add ouvir

108 Inferno Colorido add ouvir

109 Conselho De Luz add ouvir

110 Ele Cagueta Com Dedão do Pé add ouvir

111 Grampeado Com Muita Moral add ouvir

112 Planta Proibida add ouvir

113 O Bagaço Da Laranja add ouvir

114 É Rabo De Saia add ouvir

115 Cuidado Com O Bicho add ouvir

116 Chico Não Deu Sorte add ouvir

117 Na Aba add ouvir

118 O Bom Pastor add ouvir

119 Coisa Bendita add ouvir

120 A Bandeira do Acari add ouvir

121 Fofoqueiro É a Imagem do Cão add ouvir

122 O Dr. Está Na Sua Capturação add ouvir

123 Meu Bom Juiz add ouvir

124 Os Dps de São Paulo add ouvir

125 Pour La Madame add ouvir

126 Sou Produto do Morro add ouvir

127 A Carta add ouvir

128 O Medo De Ficar Pobre add ouvir

129 Uma Comédia Nas Paradas add ouvir

130 Justiça Social add ouvir

131 Coisa da Antiga add ouvir

132 Era da Nova Tecnologia add ouvir

133 Assino Embaixo Pela Minha Rapaziada add ouvir

134 Só Via Faca Voar add ouvir

135 Sua Cabeça Não Passa Na Porta add ouvir

136 Homem Inocente add ouvir

137 Eu Andava Nas Trevas add ouvir

138 a Rasteira Do Presidente add ouvir

139 Presepada do Mané add ouvir

140 Mãe é Sempre Mãe add ouvir

141 Nossos Irmãos add ouvir

142 Acreditar Na Palavra add ouvir

143 São Murungar add ouvir

144 O Filho da Juremá add ouvir

145 Muro da Verdade add ouvir

146 Trem do Futuro add ouvir

147 Liberdade add ouvir

148 O Preto E O Branco add ouvir

149 Filho de Mãe Solteira add ouvir

150 Boca De Radar add ouvir

151 O Preço da Traição add ouvir

152 Semente add ouvir

153 Da Pesada add ouvir

154 Jornal da Pedra add ouvir

155 Garfo No Bolso add ouvir

156 Eu Não Sou Santo add ouvir

157 Vou Contar Até Três add ouvir

158 Quando o Morcego Doar Sangue add ouvir

159 Prepara O Pinote add ouvir

160 Vovô Cantou Pra Subir add ouvir

161 Lugar Macabro add ouvir

162 O Juramento É o Meu Lugar add ouvir

163 Língua Grega add ouvir

164 Pobre Aposentado add ouvir

165 Sobrou Caixão add ouvir

166 Dava Dois add ouvir

167 Muamba add ouvir

168 Maloca O Flagrante add ouvir

169 O Ricardão add ouvir

170 Passa O Rodo Nele add ouvir

171 Coisa Ruim add ouvir

172 Papo de Malandro add ouvir

173 Vai Chover Hoje Urubu? add ouvir

174 O Rei do Coco add ouvir

175 Vingança Cruel add ouvir

176 Roubo Do Cabrito add ouvir

177 Dona Maria Baiana add ouvir

178 Achei a Vida add ouvir

179 Ilha Grande add ouvir

180 Vovô Tira Tira add ouvir

181 Todo Poderoso add ouvir

182 Pode Acreditar Em Mim add ouvir

183 Malandro Consciente add ouvir

184 Olha a Cintura Da Rapaziada add ouvir

185 Coreto add ouvir

186 Casa Santa add ouvir

187 Vestiu Saia Tá Pra Mim add ouvir

188 Catatau Nervoso add ouvir

189 Velha Demais add ouvir

190 Campo Minado add ouvir

191 Parabéns do Brasil pra você add ouvir

192 Muita Responsabilidade add ouvir

193 Eu Tiro É Onda add ouvir

194 Produto Do Morro add ouvir

195 Você Não Gosta de Você add ouvir

196 Zebu add ouvir

197 a Macaca Vai Cantar add ouvir

198 Côco do Tato add ouvir

199 A Gíria É Cultura do Povo add ouvir

200 Garoa add ouvir

201 Instinto De Traíra add ouvir

202 Ressucita ele add ouvir

203 Arma do Incompente add ouvir

204 Valente Na Boca do Boi add ouvir

205 Cara De Cruel add ouvir

206 Venta Nervosa add ouvir

207 Filho Do Dono add ouvir

208 Não Há Mais Jeito add ouvir

209 Meu Pirão Primeiro add ouvir

210 Sereia add ouvir

211 Todo Errado add ouvir

212 Seja o Que Deus Quiser add ouvir

213 Jogo Proibido add ouvir

214 Bom Jesus de Nazareno add ouvir

215 Overdoze De Cocada add ouvir

216 A Coisa Mudou add ouvir

217 Côco De Obrigação add ouvir

218 Se Leoardo Da Vinte... add ouvir

219 Aos Donos Da Minha Nação add ouvir

220 A Rapa add ouvir

221 Ricardão add ouvir

222 Apolo Do Samba add ouvir

223 Juiz De Toda a Humanidade add ouvir

224 O Dr. Está Na Sua Capituração add ouvir

225 Em Seu Lar add ouvir

226 Terreiro de Safado add ouvir

227 Prezepada do Mané add ouvir

228 Se Não Avisar o Bicho Pega add ouvir

229 Chave Do Milagre add ouvir

230 Raiva de tudo add ouvir

231 Apolo So Samba add ouvir

232 Vendo Que Era Bom add ouvir

233 Prezepada add ouvir

234 Nunca Vi Ninguém Dar Dois em Nada add ouvir

235 Já Nasci Com Cabeça add ouvir

236 No Meu Barco add ouvir

237 Mudo Caguete add ouvir

238 Bata da Vovó add ouvir

239 Cachorrinho De Polícia add ouvir

240 Vivo Que Nem Papel add ouvir

buscarNão achou?

 colabore enviandoA música não está no site?

Quem ouviu este artista

de Jhapa Você sabia?

Nordestino, desde a infância foi ligado à música e sempre "sentiu" que apresentava o dom de tocar, causando atritos com a família.Durante sete anos viveu como mendigo nas ruas de Copacabana, onde tentou suicídio e foi "salvo" por um Santo da Umbanda, onde ele se tornou um praticante até ingressar numa Igreja Evangélica. A partir daí passou a atuar como compositor, instrumentista e cantor, gravando o primeiro compacto em 1969 e o primeiro LP seis anos depois.

ver outras curiosidadesenvie uma

Biografia

Bezerra da Silva Bezerra da Silva (Recife, 23 de fevereiro de 1927 — Rio de Janeiro, 17 de janeiro de 2005) foi um cantor, compositor e violonista brasileiro, considerado o embaixador dos morros e favelas. Cantou sobre os problemas sociais encontrados dentro das comu...

ver biografia completa

Wallpapers

Envie um Wallpaper de Bezerra da Silva e ganhe pontos! Clique aqui. achar ver top wallpapers enviar um wallpaper

Enquete

Ganhe pontos!

outras enquetes

Atualizações

alucena34alucena34 se cadastrou no site

ricardo2001ricardo2001 se cadastrou no site

fssafssa se cadastrou no site

deiailhadeiailha comentou a música Mestre de Gerson Samuel

JatylianeJatyliane se cadastrou no site

deiailhadeiailha enviou um recado para Letras

deiailhadeiailha enviou um recado para deiailha

alvesgrafaelalvesgrafael se cadastrou no site

deiailhadeiailha se cadastrou no site

mille14mille14 enviou um recado para mille14

voodeaguiavoodeaguia se cadastrou no site

mille14mille14 se cadastrou no site

LuaBGLuaBG se cadastrou no site

cirrosecirrose se cadastrou no site

DonitelDonitel se cadastrou no site

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Cê Topa? de Luan Santana

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Garotas Não Merecem Chorar de Luan Santana

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Te Esperando de Luan Santana

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Te Esperando de Luan Santana

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Tudo o Que Você Quiser de Luan Santana

cadastre-se