Aliança Das Marés

Biro do Cavaco

dução: Vale mais que a luz do sol...Vale mais que o céu azul Mais que um veleiro no mar... Indo pelo vento sul Vale mais do que o luar... Numa noite de verão Vale o pranto a enxugar... Espantando a solidão E somente sonhar... bom ar espalhando desejos Só me vale expressar... Um mero sorriso aceso... Vale mais que a imensidão... Vale mais que o mundo aos pés Vale mais que o próprio ser... Na aliança das marés Vale mais que festejar... As vitórias as razões Vale mais que fascinar... Pelo canto as multidões Vale todo o prazer... Sentir num abraço um lampejo Vale estar com voçe... me ver encoberto por beijos Por mais que tempo vá, a solidão não vai Pensar em nos render, obras do rei prazer Se a luz não está acesa, os corpos ganham luz Quem já nos viu, já percebeu, E entendeu porque ela ! dução: Vale mais que a luz do sol...Vale mais que o céu azul Mais que um veleiro no mar... Indo pelo vento sul Vale mais do que o luar... Numa noite de verão Vale o pranto a enxugar... Espantando a solidão E somente sonhar... bom ar espalhando desejos Só me vale expressar... Um mero sorriso aceso... Vale mais que a imensidão... Vale mais que o mundo aos pés Vale mais que o próprio ser... Na aliança das marés Vale mais que festejar... As vitórias as razões Vale mais que fascinar... Pelo canto as multidões Vale todo o prazer... Sentir num abraço um lampejo Vale estar com voçe... me ver encoberto por beijos Por mais que tempo vá, a solidão não vai Pensar em nos render, obras do rei prazer Se a luz não está acesa, os corpos ganham luz Quem já nos viu, já percebeu, E entendeu porque ela !

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe