restaurar

Acima da Média

Bruna Karla

Não posso brincar, brincar de ser juiz, Não posso julgar, melhor ser aprendiz. O meu dever é ajudar aquele que caiu, É fechar os olhos e orar por quem não viu O perigo, profundo abismo. Se a bênção chegou na vida de alguém Devo festejar, como se fosse minha também, O mestre do amor, o professor do bem, Me ensinou na cruz que não existe ninguém Melhor que ninguém, Imagina um ladrão na última hora ir pro paraíso. Eu não posso dedicar meu tempo Com as coisas que se perdem ao vento. Eu preciso imitar jesus, eu não posso abandonar a cruz, Eu preciso aproveitar meu tempo pra plantar na terra o alimento, Eu preciso alimentar alguém, Sou do reino ou não sou ninguém. Pra que existir se posso viver Acima da média, meu melhor não vou reter, Vou abraçar alguém, meu ombro emprestar A órfãos e viúvas que precisam chorar, Apenas chorar, preciso me tocar.