restaurar

Meu Sertão

Cezar E Paulinho

Abro a janela e a manhã vem tão gostosa Convido a brisa perfumosa para entrar No céu azul um sol de ouro pendurado Pinta tudo de dourado e faz o meu sertão brilhar Rolas caboclas estão brincando no terreiro E um cavaleiro vai ao longe galopar Deixa no ar uma poeira luminosa Escreveu em verso e prosa que aqui é o meu lugar. Ah, como é tão lindo tudo aqui no meu sertão A grama verde parece tapete cobrindo o chão Que diz felizes são os dias meus Aqui no meu sertão sinto a presença de Deus. Cheirinho bom de cafezinho na cozinha De manhazinha já começa clarear Rei do terreiro, não demora abre a garganta Bate sua asa e canta me fazendo despertar. E uma estrelinha ainda brilha nesta hora Tá indo embora, mas a noite vai voltar Pra me espiar nos braços da mulher amada Toda noite a madrugada fica a me iluminar.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.