restaurar

Fala do mestre carpina

Chico Buarque

" - Severino, retirante, Deixe agora que lhe diga: Eu não sei bem a resposta Da pergunta que fazia, Se não vale mais saltar Fora da ponte e da vida Nem conheço essa resposta, Se quer mesmo que lhe diga É difícil defender, Só com palavras, a vida, Ainda mais quando ela é Esta que vê, Severina Mas se responder não pude À pergunta que fazia, Ela, a vida, a respondeu Com sua presença viva. E não há melhor resposta Que o espetáculo da vida: Vê-la desfiar seu fio, Que também se chama vida, Ver a fábrica que ela mesma, Teimosamente, se fabrica, Vê-la brotar como há pouco Em nova vida explodida Mesmo quando é assim pequena A explosão, como a ocorrida Como a de há pouco, franzina Mesmo quando é a explosão De uma vida severina."

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.