restaurar

Labareda

Chico Buarque

Homenagem a João Nogueira Como é que sai o Clube sem seu bamba Quem é que vai puxar o samba Riscando no chão sua pemba de fé quem é Vem a meio pau nossa bandeira Solução, Meier, Madureira E aquela mesa do Alcazar Sei, foi bambear no infinito E hoje o céu é mais bonito Existe uma estrela gingando por lá Quem é... Quem tocou na alma brasileira Como quem toca a companheira Pele com pele até sangrar Pôs samba jorrando por todos os poros De bantos, de lusos, bororos Pra denunciar ou sonhar Quem é esse malandro de primeira Com sobrenome de madeira E labareda no olhar João, o bloco sai queira ou não queira E a gente toma a saideira Depois que a saudade desfilar Só vem quem tem força e canta E solta esse nó na garganta Em prantos que a sua lembrança traz Cantando essa dor se estanca sim Uma luz se agiganta E ajuda a gente a viver em paz

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.