restaurar

Meia-noite

Chico Buarque

Álbum: Meia-Noite

Se a noite não tem fundo O mar perde o valor Opaco é o fim do mundo Pra qualquer navegador Que perde o oriente E entra em espirais E topa pela frente Um contingente Que ele já deixou pra trás Os soluços dobram tão iguais Seus rivais, seus irmãos Seu navio carregado de ideais Que foram escorrendo feito grãos As estrelas que não voltam nunca mais E um oceano pra lavar as mãos Se a noite não tem fundo O mar perde o valor Opaco é o fim do mundo Pra qualquer navegador Que perde o oriente E entra em espirais E topa pela frente Um contingente Que ele já deixou pra trás Os soluços dobram tão iguais Seus rivais, seus irmãos Seu navio carregado de ideais Que foram escorrendo feito grãos As estrelas que não voltam nunca mais E um oceano pra lavar as mãos

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.