restaurar

a Cidade Santa

Corinhos Evangélicos

Dormindo no meu leito, em sonho encantador Um dia eu vi Jerusalém e o templo do Senhor. Ouvi cantar crianças e em meio a seu cantar Rompeu a voz dos anjos, do céu a proclamar. Rompeu a voz dos anjos, do céu a proclamar: Jerusalém, Jerusalém, cantai ó Santa Grei Hosana, Hosana, Hosana ao vosso Rei. Então o sonho se alterou, não mais o som feliz Ouvia das hosanas dos coros infantis. O ar em tôrno se esfriou, do sol faltava a luz, E num alto e tôsco monte vi o vulto de uma cruz! E num alto e tôsco monte vi o vulto de uma cruz! Jerusalém, Jerusalém, cantai ó Santa Grei Hosana, Hosana, Hosana ao vosso Rei. Ainda a cena se mudou; surgia em resplendor A divinal cidade, morada do Senhor. Da lua não brilhava a luz, nem sol nascia lá, Mas só fulgia a luz de Deus, Mui pura em seu brilhar. E todos que queriam, sim, podiam logo entrar Na mui feliz Jerusalém, que nunca passará. Na mui feliz Jerusalém, que nunca passará. Jerusalém, Jerusalém, teu dia vai raiar Hosana, nas alturas, Hosana sem cessar. Jerusalém, Jerusalém, teu dia vai raiar Hosana, nas alturas, Hosana sem cessar. Hosana, nas alturas, Hosana ao vosso Rei. Dormindo no meu leito, em sonho encantador Um dia eu vi Jerusalém e o templo do Senhor. Ouvi cantar crianças e em meio a seu cantar Rompeu a voz dos anjos, do céu a proclamar. Rompeu a voz dos anjos, do céu a proclamar: Jerusalém, Jerusalém, cantai ó Santa Grei Hosana, Hosana, Hosana ao vosso Rei. Então o sonho se alterou, não mais o som feliz Ouvia das hosanas dos coros infantis. O ar em tôrno se esfriou, do sol faltava a luz, E num alto e tôsco monte vi o vulto de uma cruz! E num alto e tôsco monte vi o vulto de uma cruz! Jerusalém, Jerusalém, cantai ó Santa Grei Hosana, Hosana, Hosana ao vosso Rei. Ainda a cena se mudou; surgia em resplendor A divinal cidade, morada do Senhor. Da lua não brilhava a luz, nem sol nascia lá, Mas só fulgia a luz de Deus, Mui pura em seu brilhar. E todos que queriam, sim, podiam logo entrar Na mui feliz Jerusalém, que nunca passará. Na mui feliz Jerusalém, que nunca passará. Jerusalém, Jerusalém, teu dia vai raiar Hosana, nas alturas, Hosana sem cessar. Jerusalém, Jerusalém, teu dia vai raiar Hosana, nas alturas, Hosana sem cessar. Hosana, nas alturas, Hosana ao vosso Rei.