Dois Corações

Dalva de Oliveira

Quando dois corações, se amam de verdade Não pode haver no mundo maior felicidade Tudo é alegria, tudo é ilusão Que bom que não seria se eu tivesse um amor Quando dois corações, se amam de verdade Não pode haver no mundo maior felicidade Tudo é alegria, tudo é esplendor Que bom que não seria se eu tivesse um amor Eu sou o poeta que canta, a lua quarto crescente Sozinho, sem vida, descrente Lua cheia onde estais que não clarea Esse triste coração, vazio para paixão Quando dois corações, se amam de verdade Não pode haver no mundo maior felicidade Tudo é alegria, tudo é ilusão Que bom que não seria se eu tivesse um amor Quando dois corações, se amam de verdade Não pode haver no mundo maior felicidade Tudo é alegria, tudo é esplendor Que bom que não seria se eu tivesse um amor

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe