Preta (com Seu Jorge)

Daniela Mercury

Eu sou preta Trago a luz que vem da noite Todos os meus santos Também podem lhe ajudar Basta olhar pra mim pra ver Por que é que a lua brilha Basta olhar pra mim pra ver Que eu sou preta da Bahia Eu tenho a vida no peito das cores vivas No meu sangue o dendê se misturou Tenho o fogo do suor dos andantes E a paciência do melhor caçador Eu sou preta Vou de encontro à alegria Minha fantasia é mostrar o que eu sou Vim de Pirajá cantando pra Oxalá Pra mostrar a cor do alá de Salvador Eu sou preta, mãe da noite, irmã do dia Sou do Cortejo Afro encantador Filho de Ilê Ayê, Ghandi Mestre Pastinha meu amor Vou misturar o que Deus não misturou Um abraço negro Um sorriso negro Traz. felicidade Negro sem emprego Fica sem sossego Negro é a raiz da liberdade Negro é uma cor de respeito Negro é inspiração Negro é silêncio, é luto Negro é a solidão Negro que já foi escravo Negro é a voz da verdade Negro é silêncio é a luta. Negro também é saudade Começou com a tal escravidão. Onde todo o sacrifício era nas costas do negão Hoje ta tudo mudado e o negro ta ligado. Atrás de um futuro melhor considerado. Respeito amor dignidade atitude. Trabalho dinheiro cidadania e saúde. E para o nosso país integração. E para o nosso povo paz e união. Preta.

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe