Rancho Coração

Délcio Tavares

Nestes junhos de invernias Com prenúncios de geadas Busco na luz das estrelas Os olhos da minha amada No meu rancho coração Me emponcho de soledade Abro as portas pra os recuerdos Da “oh de casa!”, a saudade Meu rancho de porta aberta E cheio de boas vindas Está vazio com tua ausência Por isso é mais triste ainda Guitarreio melodias Entropilhadas de amores Grafadas nos aramados Com as tramas dos corredores Se os junhos trazem as cheias Mesmo em clima de verão Tua ausência traz saudade No meu rancho coração Talvez um dia tu voltes Para cevar o meu mate Trazendo do verão em junho No outono em arremate Quando chegar meu inverno Não estarei mais sozinho E os rios que correm em mim Transbordarão de carinho

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe