restaurar

Lindas Tardes

Fábio de Melo

Vou respirar outra vez O mais puro ar Vou subir pra cantar Nas montanhas de minas gerais Vou mergulhar, descobrir O pranto de prata, pintar, Colorir as cascatas que escorrem pra mim Em sonhos chego ao mar Em sonho enxergo além Do que posso enxergar Pedra que os escravos colocaram No caminho vou pisar Passarinhos me contaram Posso ouvir o seu cantar Contos de um fogão de lenha De lindas tardes, De lindas tardes