restaurar

Perfidia

Francisco Alves

Sofre a tua dor resignadamente Sofre como eu sofri por ti também. Sofre, que esta dor vai ensinando a gente Que amar é um dia querer bem Te amei, como ninguém te amou, querida De ti o menor gesto adorei, Esquecido da própria vida. Perfídia mandaste em troca eu não esqueci. Das rosas, as orquídeas e as violetas Que eu dava a ti. Distraída no ambiente luxuoso Em que sempre vivias, Tu deixaste que murchasse em minhas flores Meu buquê de fantasias. E agora, Que adoras a quem te magoa, Perdoa pelo bem que te quis, Perdoa e serás feliz!

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.