restaurar

Palco

Gilberto Gil

Álbum: Palco

Subo neste palco, minha alma cheira a talco Como bumbum de bebê, de bebê Minha aura clara só quem é clarividente pode ver, pode ver. Trago a minha banda, só quem sabe onde é Luanda saberá lhe dar valor, dar valor Vale quanto pesa pra quem preza o louco bumbum do tambor, do tambor Fogo eterno pra afugentar O inferno pra outro lugar Fogo eterno pra constituir O inferno Fora daqui, fora daqui Fora daqui, fora daqui Venho para a festa, sei que muitos têm na testa O deus-sol como sinal, o sinal Eu como devoto trago um cesto de alegrias de quintal, de quintal Há também um cântaro, quem manda é deusa-música pedindo pra deixar, pra deixar Derramar o bálsamo, fazer o canto cantar, o cantar, o cantar Fogo eterno pra afugentar O inferno pra outro lugar Fogo eterno pra constituir O inferno Fora daqui, fora daqui Fora daqui, fora daqui Subo neste palco, minha alma cheira a talco Como bumbum de bebê, de bebê Trago a minha banda, só quem sabe onde é Luanda saberá lhe dar valor, dar valor

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.