restaurar

Trovoada

Gilberto Gil

Álbum: Trovoada

Compositor:Gilberto Gil, Milton Nascimento

O ronco da trovoada Estremece os corações Nas capitais dos estados Nos pequenos povoados Lá pros lados dos sertões Quando o tempo faz zoada Na voz grave dos trovões Eu acho que alguém já disse Que é como então se abrisse a jaula para os leões Estremecem os corações Acredite se quiser Que o Cavaleiro das luas e das estrelas Abriu o céu, desceu e me ofertou Um livro aberto na página brilhante Que nesse instante uma poeira iluminada me assustou Falava de Andrômeda, A dona da constelação do Escorpião, Falou da outra estrela na ponta do Cruzeiro, Falou das quatro luas A nova, a que cresce, a cheia e a que diminui Que a primeira, quando se esconde na escuridão, é de mentira, pra nos tomar o coração Me ensinou coisas que vi E que nem são daqui E, de repente, acordei com o ronco...

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.