a Ti Meu Velho Pai

José Mendes Junior

A ti meu velho querido de joelhos no chão ofereço este ''rustico adereso'' transado de couro cru e esta ''bresi de xiruo'' que rezo transando os dedos já que não guardo segredo pra um amigo que nem tu já que não guardo segredo pra um amigo que nem tu te foste como os outros foram para o velho pago do além onde um dia também eu quero botar a perna e o patrão que nos governa que por certo é teu amigo a de ser bueno comigo ai na querência eterna a de ser bueno comigo ai na querência eterna já que não sou nem a sombra do que fostes velho santo uma coisa eu te garanto sempre me orgulhei de ti pois contigo eu aprendi o que é honra e coração e esta xucra tradição pelo pago onde eu nasci e esta xucra tradição pelo pago onde eu nasci e esta xucra tradição pelo pago onde eu nasci

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe