Laranja

Leandro Léo

Ô menina, parece índia Ianomami seu cabelo preto breu Simula um toque, que desabroche Esse teu casto mastigado pelo meu Se quer tamanho vou despir a alma E afogar a calma salivando um beijo teu Siga a seta e diga que sou seu Ô menina, parece índia Ianomami seu cabelo preto breu Simula um toque, que desabroche Esse teu casto mastigado pelo meu Se quer tamanho vou despir a alma E afogar a calma salivando um beijo teu Siga a seta e diga que sou seu Venha sem chão me ensina a solidão de ser só dois Depois te levo pra casa Que o teu laranja é que me faz ficar bem mais Ô menina, parece índia Ianomami seu cabelo preto breu Simula um toque, que desabroche Esse teu casto mastigado pelo meu Se quer tamanho vou despir a alma E afogar a calma salivando um beijo teu Siga a seta e diga que sou seu Venha sem chão me ensina a solidão de ser só dois Depois te levo pra casa Que o teu laranja é que me faz ficar bem mais Se quer tamanho vou te inspirar alma E afogar a calma salivando um beijo teu Siga a seta e diga que sou seu Se quer tamanho vou te inspirar alma E afogar a calma salivando um beijo teu Siga a seta e diga que sou seu Siga a seta e diga que sou seu Siga a seta e diga que sou seu

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres