restaurar

Garçom Amigo

Léo Canhoto e Robertinho

Bolero Garçom amigo, por favor não fecha as portas; Me depressa um garrafa de bebida Quero beber pra esquecer que eu perdi O grande amor que é a luz da minha vida. Pela cortina transparente da janela Eu acabei de conferir pra meu fracasso Meus próprios olhos enxergaram meu amor Ao Aldo de outro entre beijos e abraços. Garçom amigo não precisa criticar-me Se eu bebo e pra acalmar a minha dor Só na bebida vou tentar ver se consigo Dormir um pouco pra esquecer aquele amor.