Imagem de Fundo
página iniciall

Lisandro Amaral

Porteira a Fora

  add
  ouvir
Chegou linda a primavera,
Cavalhada pelechando,
Os cordeiros retoçando
É tempo de marcação,
Serviço que é tradição
Nestes pagos da fronteira
E a nossa gente campeira
Firma a têmpera do braço
Pealando de todo o laço
Sobre a praia da mangueira....

Os campeiros desencilham
Na sombra das caneleiras,

Os ovelheiros ficam cuidando os arreios,
Um guaxo pampa quer lamber as barrigueiras,
Voam mutucas, pateiam pingos atados
E um cardeal canta no alto das taquareiras.

Nuvens de poeira se levantam céu adentro
Nascem do centro do chão duro da mangueira,
Costeiam vacas berrando pelos terneiros
E um joão barreiro proseia co'a companheira.

Tinem arames, terneirada mal costeada
E a gauchada tira as botas, se arremanga;
Canha e pitanga são remédios numa guampa
Essência pampa, gosto de mato e de sanga.

Botale fogo nessas marca Gratulino
Porque o Silvino Bololó ta de a cavalo
O Mano Vaz estira o laço num moerão
E o Borbinha toma um trago no gargalo.

O seu Pituca espeta a carne pra'o assado
O Cipriano peala, capa e assinala
Homens maduros sentados sobre os arreios
E nesse meio o mate acompanha a fala.

Dono da casa seu Venâncio arrisca um pealo,
Bem de a cavalo, o Bololó livra o tirão
Gritos de: -aperta, venha a marca, ta pealado,
Tem ovo assado no brasedo do fogão.

-Lindo pealo, gritam todos,
Aperta que é do patrão!
Don Venâncio simbra o laço
Por sobre os calos da mão.

-Pago o pealo- grita um, sovéu armado,
Bem reboleado, zunindo a armada no ar.
-Deixa que saia olhando pro campo aberto
Que o tombo é certo quando o sovéu terminar.

-Vira pr'a fica do lado!
Fala um que leva a marca.
-Quebra a cola seu Foroso
Que o seu Juca corre a tarca!

-Esse é pra touro, não capa!
Ordena, firme, o patrão.
-Capricha no sentá a marca,
Palmo acima do garrão.

Que gente buena destes pagos de mi flor...
No tirador, capincho em couro sovado;
No lenço atado, bandeira pampa que esvoa
Quando encordoa um terneiro pra um bolcado

O Luiz Baca pede cancha, armando o laço
E para o braço num tiro, longe, de atrás,
Pealo de mestre quando a trança se termina
E o tombo é sina que a natureza desfaz.

O Diamantino raça de índio pampeano
Um soberano mesmo sem nada na vida;
Tropeiro andejo, obediente e servidor
Do corredor, fez casa, rumo e partida.

Eu fui guri que aprendeu a cucharrear
E derrubar na saída da porteira;
Fui mandalete de alcançar marca e serrote
Carneá um munício e desmancha pras cuzinheira.

Fui guitarreiro e toquei gaita nos galpões
E nos fogões alegrando a gauchada;
Andei por tudo pealando qdo cresci
"Dês que" saí dos pagos da Encruzilhada.

Me fiz homen nesse tempo,
De aperta, marca, assinala;
É por isso que essas coisas:
Renascem em nossa fala.


vaquiano89

Reportar Letra Repetida | Corrigir? Letra enviada por vaquiano89 em 09/09/2009

Envie sua tradução!Traduzida para Inglês por ninguém

Envie sua tradução!Traduzida para o Espanhol por ninguém

 Reportar letra repetida Corrigir letra errada

140 caracteresO que você acha dessa música?

 

 

Músicas de Lisandro Amaral

Ordenar por: mais acessadasordem alfabética

buscarNão achou?

 colabore enviandoA música não está no site?

Quem ouviu este artista

xucraxucra(10)

Você sabia?

Lisandro Amaral ainda não tem nenhuma curiosidade cadastrada. Envie uma curiosidade sobre Lisandro Amaral agora.

Biografia

Lisandro Amaral Lisandro Amaral considerado uma das revelações do cenário nativista, inclusive já tendo sido vencedor da Vigília do Canto Gaúcho. Querência e Caminho é o trabalho de 2003 de Lisandro Amaral, uma afirmação do nativismo vinda de Bagé (RS). Lisandro tem...

ver biografia completa

Wallpapers

Envie um Wallpaper de Lisandro Amaral e ganhe pontos! Clique aqui. achar ver top wallpapers enviar um wallpaper

Enquete

Ganhe pontos!

outras enquetes

Atualizações

alucena34alucena34 se cadastrou no site

ricardo2001ricardo2001 se cadastrou no site

fssafssa se cadastrou no site

deiailhadeiailha comentou a música Mestre de Gerson Samuel

JatylianeJatyliane se cadastrou no site

deiailhadeiailha enviou um recado para Letras

deiailhadeiailha enviou um recado para deiailha

alvesgrafaelalvesgrafael se cadastrou no site

deiailhadeiailha se cadastrou no site

mille14mille14 enviou um recado para mille14

voodeaguiavoodeaguia se cadastrou no site

mille14mille14 se cadastrou no site

LuaBGLuaBG se cadastrou no site

cirrosecirrose se cadastrou no site

DonitelDonitel se cadastrou no site

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Cê Topa? de Luan Santana

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Garotas Não Merecem Chorar de Luan Santana

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Te Esperando de Luan Santana

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Te Esperando de Luan Santana

AnnikellybonitaAnnikellybonita comentou a música Tudo o Que Você Quiser de Luan Santana

cadastre-se