restaurar

Alma do Sertão

Luiz Gonzaga

Ai como é bonito a gente ver Em plena mata, o amanhecer} bis Quando amanhece Até parece que o sertão Com alegria Vai despedindo a escuridão E a passarada Em renovada, tão contente Alcança o espaço Num grande abraço a toda gente Quando amanhece O sol aparece em seu esplendor Secando o orvalho Faz da campina, imensa flor Sai o caboclo Levando ao ombro, o enxadão Vai pra roça Donde ele tira o ganha pão Quando amanhece Ao despertar de um novo dia A natureza Traz para a mata a alegria E tudo muda Com a chegada dessa hora Cantando todos Em louvor à nova aurora

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.