restaurar

Feira De Gado

Luiz Gonzaga

Companheiro, esse gado tá enfadado, Vamo aproveitar essa sombra aqui, embaixo desse pé-de-pau? Vame'mbora véi Ê gado, Mundo novo Adeus Adeus minha amada Eu vou pra feira de Sant'ana Eu vou vender minha boiada Ê boiada, ê boiadão Meu Cachorro ecoa Na quebrada Ê boi De quem é esse gado menino? É de seu João Que João? Serafim Meu Cantar saudoso Amansa a boiada Quando eu aboio, Moça bonita Ai, ai, suspira apaixonada Ê gadão, ê boiada, ô É gado baiano meu fí, É gado gordo liso, zelado Pra onde é que vai com esse gado, boiadeiro? Não me chame boiadeiro Que eu não sou boiadeiro não, Eu sou um pobre vaqueiro, Boiadeiro é o meu patrão Ê boi, ê boiada Faz três dias que eu não como, Faz quatro que eu não armoço, Pelo amor daquela engrata, Quero comer e não posso Ê boi, ê boiada Vaqueiro apaixonado Ê boi, Ê gadão, ê boiada É meu fí, Isso aqui é gado de feira de Sant'ana, meu fí, Pra onde é que vai com esse gado? É gadão, É gado bom, gado bravo Ê boiada, ê boiada, ê Meu Cachorro ecoa Na quebrada, ê

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.