Matuto Transviado

Luiz Wanderley

Coronel Antonio Bento Quando fez o casamento De sua filha Mariá. Ele não quis sanfoneiro E foi pro Rio de Janeiro Contratou Bené Nunes pra tocar Oh lêlê, Oh lálá Nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Oh lêlê, Oh lálá Nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Todo mundo que mora por ali Neste dia não pode "arresisti" Quando ouvia o toque do piano Se alegrava e saía requebrando Inte Zé Macaxera que era o noivo Dançou a noite inteira sem parar Que é costume de todos Que se casam Ficar doido pra festa se acabar Oh lêlê, Oh lálá Nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Oh lêlê, Oh lálá Nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Meia noite o Bené se infezou E tocou um tal de rock and roll Os matutos caíram no salão. Não quiseram mais xote nem baião. E que briga se falasse em xaxado. Foi ai que eu vi que no sertão Também tem os matutos transviados. Oh lêlê, Oh lálá Nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Oh lêlê, Oh lálá Nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Coronel Antonio Bento Quando fez o casamento De sua filha Mariá. Oi ele não quis sanfoneiro E foi pro Rio de Janeiro Contratou Bené Nunes pra tocar Nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Oh lêlê, Oh lálá Oi nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Meia noite o Bené se enfezou E tocou um tal de rock and roll Os matutos caíram no salão. Não quiseram mais xote nem baião. E que briga se falasse em xaxado. Foi ai que eu vi que no sertão Também tem os matutos transviados Oh lêlê, Oh lálá Nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar Oh lêlê, Oh lálá Oi nesse dia Bodocó Faltou pouco pra virar

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe