restaurar

Andorinha

Mara Lima

Outro dia me senti tão só, com o peso da cruz, Um dia tornou-se noite, e a lua não deu sua luz, Procurei um ombro amigo, pra desabafar, Mais infelizmente, não consegui achar Pensei vou seguir sozinha, eu tenho que tentar, Foi quando no temporal, ouvi uma voz a me dizer, Se a luta é tão grande, sozinha não vais vencer. Como uma andorinha voando sozinha não faz verão, Como um barco a deriva sendo açoitado pelos vendavais, Assim é a nossa vida, quando vem a luta, nos falta fé, Nesse momento gritamos, socorre-nos Homem de Nazaré, Homem de Nazaré, Homem de nazaré. Se pensa em seguir sozinha, com o peso da sua cruz, Cristo verdadeiro amigo, está a lhe dizer, Se a luta for tão grande, sozinha não vais vencer... Como uma andorinha...

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.