restaurar

Querência Amada

Osvaldir e Carlos Magrão

Quem quiser saber quem sou Olha para o céu azul E grita junto comigo Viva o rio grande do sul O lenço me identifica Qual a minha procedência Da província de são pedro Padroeiro da querência Ó meu rio grande de encantos mil Disposto a tudo pelo brasil Querência amada dos parreirais Da uva vem o vinho Do povo vem o carinho Bondade nunca é demais Berço de flores da cunha E de borges de medeiros Terra de getúlio vargas Presidente brasileiro Eu sou da mesma vertente Que deus saúde me mande Que eu possa ver muitos anos O céu azul do rio grande Te quero tanto torrão gaúcho Morrer por ti me dou no luxo Querência amada, planície e serra Dos braços que me puxa Da linda mulher gaúcha Beleza da minha terra Meu coração é pequeno Porque deus me fez assim O rio grande é bem maior Mas cabe dentro de mim Sou da geração mais nova Poeta bem macho e guapo Nas minhas veias escorre O sangue herói de farrapo Deus é gaúcho de espora e mango Foi maragato ou foi ximango Querência amada, meu céu de anil Este rio grande gigante Mais uma est6rela brilhante Na bandeira do brasil