restaurar

Balada da Caridade

Padre Reginaldo Manzotti

Para mim a chuva no telhado É cantiga de ninar Mas o pobre meu irmão Para ele a chuva fria Vai entrando em seu barraco E faz lama pelo chão Como posso Ter sono sossegado Se no dia que passou Os meus braços eu cruzei? Como posso ser feliz Se ao pobre,meu irmão Eu fechei o coração Meu amor eu recusei? Para mim o vento que assovia É noturna melodia Mas o pobre, meu irmão ouve o vento angustiado Pois o vento, este malvado Lhe desmancha o barracão.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.