restaurar

Taça Da Dor

Pedro Bento e Zé da estrada

Muitas mulheres me querem Mas não adianta, somente uma que eu amo na vida Mas o destino roubou meu amor Por isso hoje me entrego a bebida Ela vive nos braços de outro Fazendo carinhos, trocando juras e beijos de amor Ainda sorri por me ver sofrendo Sozinho nos bares bebendo A taça negra da dor Nem assim eu consigo esquecê-la Um momento se quer Porque na taça eu vejo A imagem daquela mulher Marina Ferreira Cruz - Franca SP