A Festa Ainda Pode Ser Bonita

Roberto Leal

Roda, roda, vira, olha se roda bem Mas que raio de festa que eu não encontro ninguém Roda, roda, vira, olha se roda bem Procurei por todo o lado, não há festa, não há fado E não há nada pra ninguém. Fui convidado para ir a uma festa Um miúdo veio logo me avisar Ele disse vou dançar a noite inteira Com seus amigos, você não pode faltar. Mas ao chegar fiquei assustado Imaginava meus amigos lá também Pois numa festa sem amigos ao meu lado Não há festa não há fado, e não há nada pra ninguém. Roda, roda, vira, olha se roda bem. Mas que raio de festa que eu não encontro ninguém Roda, roda, vira, olha se roda bem Procurei por todo o lado, não há festa não há fado. E não há nada pra ninguém. Meus amigos vejam como eu estou Nem imaginam como eu estou sofrendo Ainda acho que a festa não acabou Pois vão tocando que outra festa vai nascendo Eu sinto falta dos amigos de verdade Que bom seria se isso fosse mesmo agora Onde no cais vai zarpando a amizade O peito enche de saudade ao ver o barco ir embora. Roda, roda, vira, olha se roda bem. Mas que raio de festa que eu não encontro ninguém Roda, roda, vira, olha se roda bem Procurei por todo o lado, não há festa não há fado. E não há nada pra ninguém. Mas a festa ainda pode ser bonita... Arrebita, arrebita, arrebita Longe é perto para aquele que acredita Arrebita, arrebita, arrebita O pá estamos todos nesta fita Arrebita, arrebita, arrebita O sanfoneiro bota o fole pra mexer Lá em cima ou cá embaixo outra festa vai nascer. Roda, roda, vira, olha se roda bem... Mas que raio de festa que eu não encontro ninguém Roda, roda, vira, olha se roda bem Procurei por todo o lado, não há festa não há fado. E não há nada pra ninguém.

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe