Cocaína

Sabotage

Compositor:Sabotage

Viva a sabotage haa !! Viva a sabotage e ao raciocínio ! Mesmo estando ausente haverá sempre alguém que critique Cerveja, wisk ,um trago, wisk Os manifestos maléficos O homem do próprio crime A química é o que quer nos destruir Vários da função São sangue bom que viciaro Do brooklyn ao canão tem branca pura e santo amaro Muitos que estão com o pensamento contrario Que não se aposento Que esta preso ou finado Alguns pedindo nos faróis desnorteados Tem química na fita que contamina os brasileiros Criança de seis anos com um cigarro nos dedos Nos cabelos Ou sem cabelo eu creio Que o poder que a atitude e o respeito Mas observe os pretos sendo tirado do Brasil inteiro Então prefiro sim o filhinho do que me diz Que a pedra no cachimbo e o pó no nariz Afinal é tipo assim pretendo usufruir Já vi vários lugares e encontro o vicio e consegui bater esperar Digerir e não vacilar Na moralina toda estrela sei que a de brilhar Na cocaína eu vou parar Eu sei coca eu sei que mata Por isso eu tenho que parar de cheirar Essa eu não posso desandar (2x) Tipo daqueles jeitos Quando terminar esse som Os maluco doido vão ficar mais louco Mais que sufoco na maior das adrenalina Com a cara e a narina e uma carreira de farinha Ops ops ops ops vixe vixe espera la na capa do caderno só o pó odó Como é que pode ali não tem jeito Fica frio No pega pra capa Bobio levo um sacode Saca só sem vacila preste atenção Propostas futurísticas livre das drogas Labirinto sem rumo,sem volta Bem bem saindo da trilha sonora Muleque ranhento com juízo se importa Sandrao...elhao sabotage, por essa eu não esperava Droga eu sei que mata mais isso eu não pretendo para os meus irmãos Não quero, fica Tipo fica só o pó na capa do caderno Dialeto masterlidado Dicionário no bolço e a leitura em um livro são necessários Informação a toda nação Na cocaína eu vou parar Eu sei coca eu sei que mata Por isso eu tenho que parar de cheirar Essa eu não posso desandar (2x) Aew sem falcidade Conheço manos tão feliz Que usava só um baseado e não afundava o nariz Começo a cola com certa rapaziada Não mandava uma inteira mas ficava com a rapa eles foi pra mão do cara O tal do satanás E o desprezo e a vergonha domina os seus pais Diga o mais o seus pivete esse rapaz esquece um zumbi Um marionete Um plano de maquete Na quebrada aos dezessete Furtou um video cassete Rebelde De longe a sua mãe o reconhece O dominado e tal O lobo mal o anormal o profissional Na zona sul é mal Roubando roupas do varal Adora o gardenal No quesito criminal Tah em estado final Mas eu não falo pelas costas No sapatinho é a minha proposta Fecha aporta De a volta não mosca Minha rima farsa causou revolta Pode crê ladrão Agora só destorça Eu deixo um salve pros manos da ruas da sul Do blookim do fe mili do anhagabau da catarina espraida itapevi fundao caracas barueiri jardim peri e logo ali São vários jogo de baralho marcado É foda É ver os meus manos nesse estado Irmãos que desandaram Viajaram não ficaram lúcidos Chupando manga só o pó sujo Imundo é foda essa parada Sujeito a tudo ou nada Só fica furada ta devendo e nunca paga Em outras áreas recebe o nome de canalha Irmãos se for parar então Faça já por que Vários já morreram foram em cana enfim Não quero isso pra eles e não quero pra mim Na cocaína eu vou parar Eu sei coca eu sei que mata Por isso eu tenho que parar de cheirar Essa eu não posso desandar (2x)

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe