restaurar

Talento Não Tem Idade

Sílvio Caldas

Meus companheiros do samba Do samba bem brasileiro Ouçam o lamento de um triste Que tem na alma um pandeiro O samba foi lá em casa E disse a mim soluçando Tiraram tudo de belo que eu tinha Pediu socorro chorando Onde andarão os valores Daqueles tempos de outrora Seus lindos versos de amores Que até hoje o povo chora Voltem de novo que é grande a saudade bis Talento não tem idade