Acesso

 

E-mail

esqueciSenha

Entrar

Login com o Facebook

Login com o Google

não tem uma conta?
cadastre-se

página inicialt

Vivendo Longe do Meu Bem

Teodoro e Sampaio

logo cifrasCifras de Vivendo Longe do Meu Bem
Quem eu amo vive tão distante...
Talvez já nem mais pensa em mim...
Por isso eu estou sofrendo...
Bebendo e chorando assim...

Será que está sozinha...
Ou se tem outro alguém...

So sei que eu estou morrendo...
Vivendo longe do meu bem...
{Bis}


As lágrimas correm meu rosto...
Num pranto de saudade e dor...
Meu Deus se eu tivesse ao menos...
Notícia do meu grande amor...

Será que está sozinha...
Ou se tem outro alguém...

So sei que eu estou morrendo...
Vivendo longe do meu bem...
{Bis}


Quisera que ela soubesse...
Da mágoa tristeza e paixão...
Que está morando agora...
Dentro do meu coração...

Será que está sozinha...
Ou se tem outro alguém...

So sei que eu estou morrendo...
Vivendo longe do meu bem...
{Bis}...


thesabater

Reportar Letra Repetida | Corrigir? Letra enviada por thesabater em 11/12/2010

Envie sua tradução!Traduzida para Inglês por ninguém

Envie sua tradução!Traduzida para o Espanhol por ninguém

 Reportar letra repetida Corrigir letra errada

140 caracteresO que você acha dessa música?

 

 

Músicas de Teodoro e Sampaio

buscarNão achou?

 colabore enviandoA música não está no site?

Quem ouviu este artista

de Helo-gata Você sabia?

Há muitos anos, aconteceu um show da dupla, em determinada cidade do interior de Minas Gerais. Naquela época, os shows sertanejos não tinham a mesma produção dos dias atuais. Tudo era feito na raça, e na garganta, principalmente. O palco da ocasião não passava de um tablado, com mais ou menos um metro de altura. Era ali que se apresentava a dupla, acompanhada pelos músicos. E foi exatamente com um deles que começou a confusão. O sanfoneiro, enquanto tocava, acabou perdendo um pivô (dente postiço), que já andava meio gasto. Teodoro, comovido com a situação do músico, anunciou ao povo que havia sido perdida uma peça da sanfona do rapaz, e que quem achasse a mesma, ganharia um prêmio. E completou, descrevendo o artefato: _ É uma pecinha branca, bem parecida com um dente! O povo, muito educado e solícito, de olho no prêmio, começou a procurar a tal pecinha, em baixo do tablado. Procura daqui, procura dali, uma cabeçada ou outra no tablado, e nada! E então surgiu um caboclo, saindo lá de baixo, com os braços levantados, segurando alguma coisa na mão: _ Achei! Achei! O povo se afastou, e aumentou a expectativa geral. O sujeito subiu no palco, entregando a suposta peça ao Teodoro, que olhou, olhou e logo percebeu que se tratava do dente de um animal, mais precisamente de um porco. Mesmo assim, ele não perdeu a pose e anunciou pro povo, com tom decidido: _ Obrigado, mas não é a que a gente procura, não. Vocês podem continuar procurando. É uma peça bem parecida com esta, só que um pouquinho me

ver outras curiosidadesenvie uma

Wallpapers

Envie um Wallpaper de Teodoro e Sampaio e ganhe pontos! Clique aqui. achar ver top wallpapers enviar um wallpaper

Enquete

Ganhe pontos!

outras enquetes

©2016 Petaxxon Comunicação Online