Meu Velho Pai

Tião Carreiro e Pardinho

Meu velho pai, preste atenção no que lhe digo. Meu pobre papai querido enxugue as lágrimas do rosto Porque papai que você chora tão sozinho Me conta meu papaizinho o que lhe causa desgosto Estou notando que você está cansado Meu pobre, velho adorado é seu filho que está falando. Quero saber qual é a tristeza que existe Não quero ver você triste porque é que está chorando? Quando lhe vejo, tão tristonho desse jeito. Sinto estremecer meu peito, ao pulsar meu coração. Meu pobre pai você sofreu pra me criar Agora eu vou lhe cuidar esta é minha obrigação Não tenha medo, meu velhinho adorado. Estarei sempre ao seu lado, não lhe deixarei jamais. Eu sou o sangue do seu sangue papaizinho Não vou lhe deixar sozinho, não tenha medo meu pai•. Você sofreu quando eu era ainda criança A sua grande esperança, era me ver homem formado. Eu fiquei grande estou seguindo o meu caminho E você ficou velhinho, mas estou sempre ao seu lado Meu pobre pai, seus passos longos silenciaram. Seus cabelos branquearam, seu olhar se escureceu. A sua voz quase que não se ouve mais Não tenha medo meu pai, quem cuida de você sou eu Meu papaizinho não precisa mais chorar Saiba que não vou deixar você sozinho, abandonado. Eu sou seu guia, sou seu tempo, sou seus passos. Sou sua luz, e sou seus braços sou seu filho idolatrado...

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe