restaurar

Zezinho

Tiririca

No dia em eu nasci Eu era um bebe doentinho A minha mãe fez uma promessa Eu entrego meu filho a Jesus Só aos sete anos Eu cortarei o seu cabelo E batizarei Eu lhe darei um nome santo. Aí veio a confusão Aos sete anos Eu já sabia o que era bom Minha mãe me chamou E disse: Seu nome vai ser João: João não mamãe João não mamãe João não mamãe João não! João não mamãe João não mamãe João não, não, não, não! Então vou lhe chamar De Antonio ou de Francisco: Toin não mãmae Toin não mamãe Toin não mamãe Toin não mamãe Chiquin não mamãe Chiquin não mamãe Chiquin mamãe?! Chiquin não Então vou lhe chamar De Raimundo ou Sebastião: Mundico não mamãe Mundico não mamãe Mundico não mamãe Mundico não mamãe Sebastião não mamãe Tião mamãe?! Tião não mamãe Tião não Então vou lhe chamar De Emanuel ou de Joaquim: Manel não mamãe Manel não mamãe Manel mamãe?! Manel não Quinzin não mamãe Quinzin não mamãe Joaquin não mamãe Quinzin não Então vou homenagear Ao padroeiro do ceará: Seu nome vai ser José Se não quiser Vai apanhar! Zé sim mamãe Zezin sim mamãe Zezin sim mamãe Zezin sim mamae. (Macaé que nome lindo! Meu nome é José, Zé Nome lindo, Zé, gostei mamãe José meu nome Mãe guarda esse cinturão Cinturão é pra segurar calça Mamãe que coisa linda Você me dar o nome de José Zé. meu nome é Zé, José Bate neu não mamae Ó mamae, ó mamae!).