restaurar

Dois Ungidos

Vanilda Bordieri

Compositor:Vanilda Bordieri

Apenas sua história ficou, de um homem que no templo gritava. Eis-me aqui me dê uma esmola, na porta formosa ele clamava. Há muito tempo ele alí estava, esperando alguém. Que lhe desse uma esmola, um bocado e uma moeda, qualquer. Que esperança tem, um homem que nasceu atrofiado. Que esperança tem, que esperança tem, um aleijado que se quer, firma os pés no chão. Que esperança tem, que esperança tem, se desde o ventre era esse o seu destino. Se não uma moeda, um favor de alguém. Mas, vem chegando dois ungidos, duas vidas revestidas, de poder e unção. Gritava o homem, na porta formosa: Dá-me uma esmola, por favor! Pedro então respodeu: Não tenho ouro e nem prata, mas o que tenho eu te dou! Levanta em nome de Jesus, sabe o que aconteceu? Você sabe o que aconteceu? O paralítico andou! Ele andou! (Refrão). Onde tem ungido tem poder de Deus. Onde tem ungido o milagre vem. Onde tem ungido algo acontece. Onde tem ungido cheio de poder. Onde tem ungido não falta esperança. Onde tem ungido o céu se abre. Aqui tem, poder e unção, Deus está neste lugar.