restaurar

Um Sinal

Vanilda Bordieri

Parece que estou lutando só e no lugar errado Meu trigo escondendo no lagar tão desesperado Fugindo o tempo todo do inimigo, honrando o meu chamado Mas como teu ungido eu só preciso ouvir tua voz Como teu amado eu só preciso ouvir tua voz Senhor fala comigo Visita o meu lagar onde as sementes eu guardei Visita o meu lagar, fala comigo e vencerei Dá-me um sinal, recebe meu sacrifício Preciso ouvir tua voz clara aos meus ouvidos Dá-me um sinal que és o que comigo fala Que és aquele que me usa Que és aquele que me guarda Só um sinal que és o que comigo fala Que és aquele que me chama Pra fazer o teu querer Os inimigos querem roubar minhas sementes Destruir os frutos do meu trabalho Vêm em muitos e com fúria pra me abater Dá-me um sinal senhor que eu possa entender Dá-me um sinal que és o que comigo fala Que és aquele que me usa Que és aquele que me guarda Só um sinal que és o que comigo fala Que és aquele que me chama Pra fazer o teu querer Se é pra quebrar o cântaro e a tocha acender Se é pra tocar buzina, com trezentos vou vencer Dá-me um sinal que és o que comigo fala Que és aquele que me usa Que és aquele que me guarda Só um sinal que és o que comigo fala Que és aquele que me chama Pra fazer o teu querer (Dá-me um sinal) vem com teu fogo, (dá-me um sinal) (Dá-me um sinal) dá-me um sinal com teu orvalho (Dá-me um sinal) senhor Se é pra quebrar o cântaro e a tocha acender Se é pra tocar buzina, com trezentos vou vencer Só um sinal, só um sinal