Meu Tempo

Vinicius de Moraes

Minha sorte está lançada Eu sou, eu sou estrada Eu sou, eu sou levada Eu sou, eu sou partida Contra o grande nada - lá vou eu! Ao romper da madrugada O sol no pensamento E o tempo contra o vento E a minha voz alçada Contra o grande nada - lá vou eu! "Quem vem lá?" Pergunta a solidão "Sou eu!" Sou eu que vou porque o meu tempo nasceu Entre os ecos do infinito Eu grito, eu mato a solidão Eu sou meu tempo, eu vou A ferro e fogo, eu corro Eu vou, eu canto e grito: amor! Eu vou, eu vou, eu canto e grito: amor!

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe