Biografia de Mara Maravilha

Mara pertence àquele grupo de "crianças-prodígio" que cresceu em frente das câmeras de televisão. Aos oito anos de idade já apresentava seu próprio infantil pela TV Itapoan, então emissora afiliada ao SBT para todo o estado da Bahia. Entre o público baiano ela ficou conhecida como "Miss Mara", tornando-se a principal atração televisiva produzida por uma emissora fora do eixo Rio-São Paulo.

Ainda na Bahia, em 1982, Mara assina seu primeiro contrato com uma multinacional, a EMI-Odeon, lançando seu primeiro compacto duplo com grande vendagem.

Como apresentadora do Clube do Mickey, Mara alcança grande sucesso regional e chama a atenção do apresentador e empresário Silvio Santos. A convite dele, muda-se para São Paulo, aos 15 anos de idade, onde estréia em rede nacional programas voltados para o público adolescente e adulto depois integrando por cerca de dois anos o júri do Show de Calouros, de Silvio Santos.

Mas é em 1987, quando estréa o programa infantil Show Maravilha, que a baiana torna-se uma febre nacional. Mara Maravilha vira um dos maiores ídolos infantis da história da televisão brasileira, transformando-se em uma marca de sucesso que vendeu milhões de discos, emplacou dezenas de sucessos nas rádios de todo o país e, por quase uma década, ajudou a alavancar a audiência do SBT.

Em sua trajetória de grande sucesso na TV, Mara abriu as portas para a descoberta de grandes talentos brasileiros, entre eles: Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Ricardo Chaves, Katinguele, Sergio Malandro (ainda na TV Tupi), dentre outros.

Mara foi a única artista brasileira, ao lado de Xuxa, cujo sucesso ultrapassou as fronteiras de seu próprio país para uma carreira em terras estrangeiras.

Em 1993, Mara é contratada pela rede de TV Argentina CBA onde por dois anos apresentou com grande sucesso, e em horário nobre, o programa infanto-juvenil Show Mara Maravilla, exibido para toda a America Latina.

Em 1994, Mara pede demissão do SBT no período em que era a líder de audiência e faturamento dentre os programas infantis da TV brasileira da época.

Em 1995, converte-se a religião evangélica e decide dedicar-se a uma carreira como cantora Gospel.

Em 1996, Mara retorna à televisão brasileira para apresentar programas infantis na rede Record.

Em 1998, lança sua própria gravadora, a Maravilha Music.

Em 2001 assina contrato com a maior gravadora gospel do Brasil, a Line Records.

Em 2002 volta a TV em horário nobre pela rede Record com o programa "A Noite é Nossa." Embora o programa alcance bons índices de audiência, Mara deixa o comando da atração por motivos salariais. No mesmo ano, lança seu primeiro CD e DVD da série "Mara Maravilha para os Pequeninos" que já se encontra em sua terceira edição.

Em 2006, Mara é indicada pela segunda vez ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Música Gospel."

Em 2007 lança seu primeiro DVD para adultos: Jóia Rara, além do CD "Importante é Amar

Corrigir Biografia

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.