restaurar

Letra - Pirilume

Daniel

Pirilampo vagalume, cadê luz pro meu cantar Tanta coisa acontece, que carece matutar Pirilampo boiadeiro, tange o gado sem saber Que o gado é quem o leva, quem é boi não tem querer Vagalume na batéia, no garimpo a rolar Oh peneira roda roda, me ajuda a encontrar A pepita que permita, dessa lida eu repousar È debaixo desta terra, que nos deixam descansar Voa vagalume pirilampo, voa vem meu canto iluminar Voa ilumina o meu destino ilumina meu caminho nessa noite sem luar Pirilampo que beleza que lindeza o teu brilhar Pisca-pisca pirilume oh faísca de luar Teu piscar teu lume incerto é poeira de ilusão È preciso armar fogueira pra acender o meu sertão

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.