restaurar

Desprezado

Ferro na Boneca

Todo mundo tem direito A uma aposentadoria O seu dono te criou Trabalhando noite e dia Já estou velho e cansado E agora sou desprezado Por ele e toda família Me prenderam no curral Sem ter nada pra comer Sou um boi velho e cansado Nem água tem pra beber Nem consigo trabalhar tanto Fico jogado e velho De mim ninguém quer saber Estão vendendo meu boi Pra levar pro matadouro Escutei essa conversa Da boca do comprador Eles não tem sentimento Esse é o pagamento De quem tanto trabalhou Eu também cuido de gado Já puxei e enterrei arado Ajudei o meu patrão Vendo seus filhos formado E agora que me deu Só pra ver o sangue inteiro No matadouro derramado Quem escutar minha história Vai chorar como eu chorei Em saber que vou ser morto Por quem tanto ajudei Depois fazerem churrasco Tem esquema do meu rastro Nas terras que eu trabalhei

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.