restaurar

Ando Louco

João Pedro Pais

Acende um cigarro Olha para mim Sentada a meu lado Toca-me assim Envergonhado estou-me a sentir Posso estar farto Mas fico por aqui Há quem queria Por-me em cima de um altar Há quem diga Que sou a sorte e o azar Ando louco, tão louco, louco por ti Fico louco, tão louco, fora de mim Não são raros os casos Em que eu não tenha de me cruzar Selamos segredos Por vezes dão que falar Bebe-se um copo Um convite para jantar Salta-me à vista esse teu rebelde olhar Ando louco, tão louco, louco por ti Fico louco, tão louco, fora de mim Sorriso nos lábios Tenta-me seduzir Fico nervoso Daqui quero sair Ando louco, tão louco, louco por ti Fico louco, tão louco, fora de mim

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.