restaurar

Cabeça De Cuia

João

O cabeça de cuia, aparece... Eis que é o pedaço que me cabe as mãos Reconhecendo desde o inicio Forjado em toda a minha obsessão Em saber quem é você Não fujo dos caminhos que escolhi Por respeito a mim mesmo e Sim jugo, pois quando houver um fim Serei como os demais. Que agemsem pensar em mim E assim nem em si Nesse viver - meio termo Sempre perto do que mais quis Então sou um infeliz Reduzido sinal Ai troca... quem troca, "distroca" (O cabeça de cuia, aparece...) Defino o meu rascunho um recomeço e E não reconheço nada disso Sendo um pulsante amante, se esmureço Convalesço em meu cais Pois de todas, A chave que um dia descobri Hoje me serve em peso Cansado escravo tenho calos por resistir Sucumbir-me a um outro alguém Que agem sem pensar em mim E assim nem em si Nesse viver - meio termo Sempre perto do que mais quis Então sou um infeliz Reduzido sinal Que agemsem pensar em mim E assim nem em si Nesse viver - meio termo Sempre perto do que mais quis Então sou um infeliz Reduzido sinal (2x) Ai troca... quem troca, "distroca" (O cabeça de cuia, aparece...) O Cabeça de Cuia, aparece...

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.