restaurar

Quando Tu Quiseres

Kalibrados

Amor, tem sido duro equilibrar nesse namoro secreto... tu não me assumes e se a situação continuar assim eu prefiro acabar com o nosso relacionamento... tu entendes... Todos os dias pelas ruas te vejo passar Na companhia de outras gatas Do teu andar Quando me vês, sorris Quando há quem te vê, disfarças Mentes que nada vês Finges que nada se passa O teu orgulho é 3 vezes Mais que o teu querer Jogo o amor pelo olhar Sei que consegues ver Comigo estás Nem parece Vejo-te ditante. Conto nos dedos Os momentos que eu saí triunfante Eu te namoro E as tuas amigas nem sabem O que elas sabem É que o teu damo Inda está de viagem Traumatizado me sinto Mas me mantenho calmo Me dói demais receber desprezo De quem eu amo Achas que gostam de mim E que sou muito pra ti E não consegues me assumir Andar por aí... Amargamente me lamento Da tua vergonha És detestável Mas amar-te foi a minha escolha [Refrão] Quando tu quiseres Quem não vai querer sou eu... OH...vais sofrer OH...vais sofrer Quando tu quiseres Quem não vai querer sou eu... OH...vais sofrer OH...vais sofrer Tento aproveitar o pouco Que contigo posso ficar Xilamos 15 minutos Dizes que tens de bazar O bom que tinha na mão Num minuto some Tento ligar pra ti Mas tens desligado o telefone Fico sem banda imagino Tanta coisa,dama Será que tás ocupada Com outro nigga na cama? Será que tás só comigo Por causa da fama? Será que o nosso namoro Tornou-se um drama? Vai, só quero que me respondas Sê verdadeira, Não quero mais que te escondas Se não dá, não dá É melhor acabar Ridículo é levar a sério O que levas a brincar Nossa viagem do amor Chegou ao destino Se não há feedback Eu prefiro ficar sozinho Meu coração já deu tudo o que deu E quando tu quiseres Quem não vai querer sou eu! [Refrão] Whatever, eu e tu já não dá Nossa relação já deu Tudo o que tinha pra dar O amanhã poderá ser melhor Para os 2 Pois o que erraste até ontem Não arranjaste até hoje. Agora choras imploras porque não queres ficar sozinha Só que o meu train Chegou ao fim da linha Fiz de tudo pra manter esse amor Mas o meu esforço foi em vão Tu nunca deste valor Agora chora, chora amor ingrato! Chora, chora, Contigo acabou-se o pacto Eu vou-me embora E não tens como impedir É muito forte a dor de espinhos Que eu tive de engolir Mas inda assim Segue em frente e sê feliz Eu fico bem aqui, Vou cuidar da cicatriz Mas antes de ires, Grava na memória Toma o meu retrato Pra lembrares da nossa história.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.