restaurar

Letra - Desejo Antigo

Pena Branca e Xavantinho

Quero uma rima simplezinha pra cantar Falando em coisas que deixei lá no sertão Quero um regato, ir mansamente ao meu lar E borboletas avejantes no botão De manhãzinha quando vem rompendo o dia No pé da serra, no pané e cangará E de repente tudo, tudo silencia Pra ouvir a melodia Do maestro sabiá Deixa seu moço eu sonhar Já que não posso voltar Quero uma casa com biquinha pra morar E um rio d'água pra matar a minha sede Quero um sombra de um coqueiro pra deitar E onde eu possa embalar a minha sede E uma cabocla pra ser somente minha No seu jardim eu quero ser um beija flor A tarde eu quero uma viola afinadinha E vamos lá ouvir modinha Pra cantar pro meu amor Deixa seu moço eu sonhar Já que não posso cantar O sol desmaia lá nos braços do horizonte Pinga no peito um gotinha de tristeza A lua nasce e sobe atrás do monte E eu me hestasio a contemplar tanta beleza Uma coruja pra tristreza lá distante Tão curioando lhe responde com certeza Os pirilampos vão surgindo num instante São estrelas, são diamantes Enfeitando a natureza Deixa seu moço eu sonhar Já que não posso voltar

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.