restaurar

Letra - Luar Do Sertão

Pena Branca e Xavantinho

Compositor:Catulo da Paixão Cearense / João Pernambuco

Não há, ó gente, ó não Luar como esse do sertão Ó, que saudade do luar da minha terra Lá na serra branquejando folhas secas pelo chão Esse luar lá na cidade tão escuro Não tem aquela saudade Do luar lá do sertão Se a lua nasce por detrás da verde mata Mas parece um sol de prata Prateando a solidão E a gente pega a viola que ponteia E a canção e a lua cheia A nos nascer do coração Não há, ó gente, ó não Luar como esse do sertão Coisa mais bela neste mundo Não existe Do que ouvir um galo triste No sertão se faz luar Parece até que a alma da lua É que diz, canta Escondida na garganta Desse galo a soluçar A quem me dera Eu morresse lá na serra Abraçado a minha terra E dormindo de uma vez Ser enterrado numa grota pequenina Chora a sua viuvez Não há, ó gente, ó não Luar como esse do sertão

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.