restaurar

Letra - Moda E Viola

Pena Branca e Xavantinho

To tocando essa didinha Do melhor jeito manera To sem pressa de matar Essa vida passageira Toda calma que eu puder Vou gastar devagarinho Quando vou pra um lugar Dou cem voltas no caminho Chego a tarde em meu terreno Sento a sombra da jaqueira Vou picando meu fuminho E tragando a bagaceira Lá os bichos me arrodeiam É que a vida se consola Vem cachorro, pato e gado E o porquinho vem com a porca E depois a filhada A meu deus, pra escutar moda e viola Diz que a vida não se mede Mas se aprende no viver Não me atalho a paciência To sem pressa de morrer Seu cuitela numa estrada Dou cem voltas no pomar E só deixo a minha casa Na certeza de voltar Chego a tarde em meu terreno Sento a sombra da jaqueira Vou picando meu fuminho E tragando a bagaceira Lá os bichos me arrodeiam É que a vida se consola Vem cachorro, pato e gado E o porquinho vem com a porca E depois a filhada A meu deus, pra escutar moda e viola

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.