restaurar

Penas Do Tié

Pena Branca e Xavantinho

Vocês já viram lá na mata a cantoria Da passarada quando vai anoitecer E já ouviram o canto triste da araponga Anunciando que na terra vai chover Já experimentaram guabiroba bem madura Já viram as tardes quando vai anoitecer E já sentiram das planícies orvalhadas O cheiro doce da frutinha muçambê Pois meu amor tem um pouquinho disso tudo E tem na boca a cor das penas do tié Quando ele canta os passarinhos ficam mudos Sabe quem é o meu amor, ele é você Você, você, você

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.