restaurar

Bonde da Zoeira

Claudinho E Buchecha

Olha quem vem lá, Baile São Lourenço, sem tocar terror, é assim que eu penso. E quem vem de lá dessa massa punk, Claudinho e Buchecha 100% funk. ressucita são gonçalo. liberta DJ. REFRÃO O bonde vai zoar, fica de vagar no baile que é pro bicho não pegar. Não vem tumultuar, fazendo zig zag na onda do olê olá. Maior mulão, faz a paz reinar, sua vida corre risco se você brigar, as minas no salão só querem formar, brigão não entra não, nem dá, nem dá, nem dá. Tantas damas lindas, que maneiro, vê se no Equador tem, no Iran tem, em a Abaldi. Vem sejam bem vindas pro guerreiro, vem que hoje eu estou bem, olha eu tô zem, namaldi. Se eu for falar, se eu te mostrar, a fonte das mulheres mais bonitas. Mas para pegar, tem que chegar, pedir pra um faixa meu botar na fita. Toda vez que eu lembro, do Vitor sofredor, A mulher que eu mais amava foi e me deixou. REFRÃO No bonde da zoeira, vou no embalo, do Rio à Nitoroy e São Gonçalo, Bahia, Natal, Belem, São Luiz e em Goiania. Mato Grosso do Sul e Paraná, Recife, Paraíba e Amapá. Minas Gerais e Palmas, Amazonas, Rondonia (ieeee) No meu Ceará você pode chegar, Brasilia, Acre e Santa Catarina (oh yees) Aracaju, Rio Grande do Sul, São Paulo, Maceió e Teresina. Rumo pra Vitória, Boa Vista, Cuiabá, no Brasil são as mulheres, para dominar. REFRÃO (2x) O bonde vai, zoar (zoar zoar)